Os acessórios têm ajudado a impulsionar a Gucci com vendas recorde na história da marca, virando desejo imediato no minuto que os modelos pisam na passarela, como a bolsa Dyonisius e o mocassim Prince. Nesta temporada, óculos de armação grossa à la Sir Elton, as bolsas "Guccy" (uma brincadeira espirituosa com a falsificação de peças da marca), bolsas tote estruturadas em couro e colares de múltiplas camadas com GGs giga pipocaram na passarela. Mas o item da vez, que já vem aparecendo nos desfiles da Gucci há algumas coleções, é a pochete/cinto que ganhou versões derivadas de vários modelos de bolsas da grife, como a Marmont e a mini-messenger com monograma.